+55 47 3357 9015 / +55 47 98865 3877
Solicite um orçamento
Facebook
Instagram
LinkedIn
Youtube
5 de junho de 2019

Segunda etapa do Projeto Ver e Viver é finalizada em Ibirama

Triagem para detectar afecções oculares foi realizada em 1.349 crianças de seis escolas municipais

O Projeto Ver e Viver, lançado no dia 16 de maio, já teve a segunda etapa finalizada nesta semana em Ibirama. O programa que é uma realização da Pré-vale Pré-moldados de Concreto, com apoio da Fundação ArcelorMittal, Comercial Daclande, Instituto de Olhos do Alto Vale e Prefeitura de Ibirama, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, busca detectar e tratar problemas visuais em alunos da educação básica da rede municipal de ensino e realizou durante as duas últimas semanas, a triagem de cerca de 1.349 crianças.

Depois da capacitação fornecida pela ArcelorMittal, seis profissionais da Secretaria Municipal de Educação, realizaram a triagem nos alunos das seis escolas municipais. Em algumas escolas, o número de crianças com dificuldade em enxergar surpreendeu os professores, e agora, 327 alunos precisarão ser encaminhados às consultas oftalmológicas, que serão realizadas de forma gratuita em Rio do Sul.

Para a professora Marli Tambani, que participou do processo de triagem, a iniciativa tornou possível a detecção de problemas que até então não eram relacionados com a falta de visão. “Eu fui convidada para participar do Projeto Ver e Viver, onde temos a parceria com a Pré-vale e outras empresas, juntamente com a Prefeitura de Ibirama e as triagens foram feitas em seis escolas municipais. Enquanto realizávamos as triagens, pude perceber que temos muitas crianças que apresentam problemas de visão graves e que sem essa iniciativa iriam continuar apresentando dificuldade na aprendizagem, mas não saberíamos que a visão seria o problema”.

A professora disse ainda, que a iniciativa é de suma importância e de excelência para crianças ibiramenses. “Como educadora vejo o quanto é importante a gente ter esse olhar para a criança e poder perceber que muitas vezes ela não aprende não por falta de esforço, mas porque tem muitas outras coisas envolvidas para que essa aprendizagem ocorra, e que nós professores, pais e a comunidade escolar, precisamos estar atentos à todas essas problemáticas que a criança possa ter”.

No processo de detecção e na parte de deslocamento ao Instituto de Olhos do Alto Vale, a Prefeitura de Ibirama através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, está dando total apoio. O atendimento oftalmológico será subsidiado parcialmente pelo próprio Instituto de Olhos do Alto Vale, e a partir disso, serão realizados os diagnósticos e a prescrição de óculos. As crianças receberão os óculos de forma gratuita, sendo que estes serão custeados pela Pré-vale e Comercial Daclande e a expectativa, é que a entrega dos óculos aconteça em agosto.

Imagens relacionadas

Outras notícias

X
Receba nossas novidades!

Cadastre-se e receba novos posts diretamente no seu email

Topo
Carregando...