+55 47 3357 9015 / +55 47 98865 3877
Solicite um orçamento
Facebook
Instagram
LinkedIn
Youtube
22 de agosto de 2019

Projeto Ver e Viver beneficia crianças ibiramenses

140 alunos receberam óculos de grau e consultas gratuitas e terão oportunidade de ter um melhor rendimento escolar

Ansiedade, felicidade e muita empolgação era o que sentiam os alunos da rede municipal de ensino de Ibirama nesta quarta-feira (21), no evento de entrega dos óculos de grau do Projeto Ver e Viver. O Projeto, realizado pela Pré-vale Pré-moldados de Concreto, entregou de forma gratuita os óculos para 140 crianças, com a intenção de oportunizar um melhor rendimento escolar.

O evento de entrega contou com a presença das empresas parceiras, Prefeitura de Ibirama e Secretaria de Educação, alunos, pais de alunos, professores e diretores. Esta foi a quarta etapa do Projeto, que deu início com a capacitação dos professores, realização da triagem para detecção de problemas visuais em 1.329 alunos das seis escolas da rede municipal de ensino de Ibirama e encaminhamento de 283 crianças e adolescentes para as consultas com oftalmologistas na Clínica de Olhos do Alto Vale.

O diretor da Pré-vale, Gilmar Jaeger, falou de onde surgiu a iniciativa de implantar o projeto em Ibirama e ressaltou que o município foi pioneiro em Santa Catarina na realização do Ver e Viver. “A nossa parceira ArcelorMittal, em uma oportunidade em junho do ano passado, nos mostrou projetos que já havia realizado e lançou a ideia de aplicar o projeto na região. Nós prontamente trouxemos a ideia para a Pré-vale e decidimos viabilizar com o apoio das empresas e poder público municipal”.

O diretor adiantou ainda, que a ideia é de prosseguir com o Projeto nos próximos anos e que agora, o objetivo é de acompanhar o progresso dessas crianças beneficiadas no desempenho escolar.

Para a professora e Diretora de Educação de Ibirama, Marli Tambani, que participou das triagens nas escolas, o Projeto vai trazer igualdade no momento da aprendizagem. “O projeto é de excelência porque beneficia crianças carentes que não podem ter óculos, que os pais não têm condições de ajudar, e isso vai oportunizar que esses alunos tenham a mesma linha de aprendizagem de quem não precisa de óculos”.

O prefeito de Ibirama, Adriano Poffo, elogiou a iniciativa da Pré-vale e da parceria das demais empresas e enfatizou que atitudes como essa ajudam a zerar filas de espera e a economizar recursos públicos. Disse ainda que as crianças beneficiadas terão uma nova oportunidade de desenvolvimento educacional. “A gente sabe que muitas vezes a dificuldade de aprendizagem é por conta da visão e esse projeto vem justamente para detectar esses problemas e solucionar ou diminuir, o que faz com que a criança tenha um desenvolvimento melhor na sala de aula”.

 

Sobre o Projeto Ver e Viver

A primeira etapa do Projeto Ver e Viver iniciou em maio, onde os próprios professores – que receberam capacitação- realizaram as triagens para detecção de afecção visual, em 1.349 alunos da educação básica de seis escolas da rede municipal de ensino de Ibirama. Logo após, 283 alunos foram encaminhadas para as consultas oftalmológicas com médicos especialistas em Rio do Sul, no Instituto de Olhos do Alto Vale. As consultas tiveram início em junho e os alunos receberam transporte, alimentação e todo o apoio pedagógico e médico necessário.

Logo após o fim das consultas, os 140 alunos diagnosticados com problemas de visão já puderam fazer a escolha dos óculos, que receberam de forma gratuita, assim como os demais atendimentos recebidos até então. Para facilitar a escolha, a ótica se deslocou até as escolas, levando dezenas de opções de óculos e dando ainda a oportunidade de os pais acompanharem a escolha.

O programa que é uma realização da Pré-vale Pré-moldados de Concreto, com apoio da Fundação ArcelorMittal, Comercial Daclande, Instituto de Olhos do Alto Vale e Prefeitura de Ibirama, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, busca detectar e tratar problemas visuais em alunos da educação básica da rede municipal de ensino.

No processo de detecção da triagem e na parte de deslocamento ao Instituto de Olhos do Alto Vale, a Prefeitura de Ibirama através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, deu total apoio. O atendimento oftalmológico foi subsidiado parcialmente pelo Instituto de Olhos do Alto Vale e os óculos, foram custeados pela Pré-vale Pré-moldados de Concreto e Comercial Daclande.

Imagens relacionadas

Outras notícias

X
Receba nossas novidades!

Cadastre-se e receba novos posts diretamente no seu email

Topo
Carregando...